Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

Vídeos nas Redes Sociais: 4 estatísticas que vão te surpreender

Até 2021, o vídeo responderá por 82% do tráfego de internet mundial. Não, você não leu errado e isso significa que 8 em cada 10 conteúdos postados e consumidos terão esse formato em breve. Como as estatísticas continuam a crescer, é fundamental entender, também, o impacto dos vídeos nas redes sociais.

A revelação dos números a seguir permitirá que você entenda a dimensão do uso desse conteúdo e como aplicá-lo corretamente. Por isso, este post apresenta 4 estatísticas surpreendentes e muito necessárias para sua estratégia. Está pronto? Então continue lendo e descubra!

1. 85% dos vídeos do Facebook são assistidos sem som

O cinema mudo de Charles Chaplin teve sucesso há muitas décadas, mas o comportamento talvez esteja voltando entre os usuários das redes sociais.

Como assim? Simples: estudos sugerem que 85% dos vídeos no Facebook são assistidos sem som. Ou seja, quase 9 em cada 10 publicações do tipo nem sequer têm o autofalante ligado.

Isso não significa que você deva colocar tudo em preto e branco e apostar na estética do começo do século passado. Porém, dois pontos precisam ser observados.

O primeiro é que é necessário pensar em vídeos que funcionem bem sem som, com grande apelo visual e que captem a atenção.

Além disso, é indispensável favorecer o engajamento e estimular que os usuários liguem, enfim, o som para curtir toda a experiência.

2. O Facebook gera um impacto 8 vezes maior com vídeos do que outras redes

Ainda sobre a rede social de Mark Zuckerberg, estudos demonstram que, se houvesse uma corrida por resultados com o vídeo em redes sociais, provavelmente o Facebook seria o Usain Bolt da história.

Ao total, seu impacto é 8,4 vezes maior. Isso mesmo, uma estratégia de vídeo feito por lá pode atingir efeitos até 840% melhores.

Isso não significa, é claro, que as demais devam ser ignoradas. Porém, essa é a maior rede social do mundo e para conseguir bons resultados, vale considerar incluí-la em sua estratégia.

Portanto, é preciso pensar em adaptar a atuação para o uso nessa rede, como vídeos com a qualidade, o formato e a linguagem adequados para esse público.

3. Vídeos têm 600% mais chances de receberem um retweet do que fotos

Já que nem só de Facebook vive o homem, é importante pensar em outras opções, como o dinâmico Twitter. Uma ótima opção para se engajar com influenciadores e ter um contato bem próximo com o público, ele também se destaca quando os vídeos são usados.

No caso de usar esse formato de conteúdo, as chances de ganhar RT aumentam 6 vezes em relação às fotos.

Até os gifs, que são conteúdos novos e muito empregados na rede, têm 3 vezes menos chances de serem retuitados em relação aos vídeos.

4. Quase 7 em 10 usuários disseram que assistir a um vídeo influenciou uma decisão de compra

Todas essas estatísticas de vídeos nas redes sociais são interessantes e apontam que a estratégia alcança mais pessoas. Porém, será que tal abordagem traz um retorno palpável e financeiro?

Sendo essa a sua dúvida, pode comemorar. Pesquisas demonstram que esses elementos podem, sim, dar o empurrãozinho que faltava para a sua oportunidade se converter em cliente.

No caso, mais de 60% dos pesquisados afirmaram que assistir a um vídeo no Facebook — sempre ele! — influenciou uma tomada de decisão sobre a compra.

Portanto, é indispensável utilizar tal estratégia com um apelo comercial, que seja atraente e que se engaje com a pessoa, levando-a a decidir pela aquisição.

O uso de vídeos nas redes sociais só tende a crescer nos próximos anos, então é bom se preparar para aproveitar o melhor da abordagem. Com isso, é só dar play na sua estratégia e colher os resultados de uma atuação diferenciada!

E para não ficar de fora de nenhuma novidade, assine nossa newsletter e acompanhe nossas publicações pela sua caixa de entrada!

produtora-de-videos-sao-paulo2.jpg

Seja o/a primeiro/a a comentar

Deixe uma resposta