Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

Descubra como fazer branding na era das mídias sociais

Sabe todo aquele trabalho envolvido para fazer sua marca ficar mais conhecida? Ele é chamado de branding. A concepção dessa estratégia está diretamente ligada ao amor do consumidor pela marca, que aumenta por meio de ações de marketing muito bem pensadas pela empresa.

Porém, aquela gestão mudou muito ao longo dos tempos. Em um mundo cada vez mais tecnológico e digital guiado pelo uso constante da internet, o comportamento do consumidor é outro e é preciso se adaptar muito bem a ele. Quer saber como fazer isso? Então continue lendo nosso artigo de hoje!

O que é branding e como ele era feito?

Inicialmente, o branding estava ligado à capacidade da marca em despertar sensações e fornecer experiências marcantes ao consumidor. Ou seja, era preciso trabalhar nome, cores, logotipos e, principalmente, o discurso da empresa para se comunicar bem com o consumidor. Tudo isso construía a personalidade da marca e criava muito valor para seus produtos e serviços.

Ainda que todos esses fatores não tenham sido deixados de lado, os tempos mudaram, bem como a percepção do público. Hoje, a procura maior é por proximidade, relevância e presença, especialmente nas redes sociais. Por isso, as marcas tiveram que se adaptar não só para reter clientes, mas também para conquistar novos.

Qual é o comportamento do consumidor atual?

O consumidor atual quer ver e acompanhar o crescimento da marca. Por isso a internet é tão importante para o branding atual. Ela permite que esse desenvolvimento chegue até seu público em tempo real. A visibilidade oferecida pela ferramenta, então, nem precisamos dizer: é muito maior.

Dentro deste cenário, ainda podemos citar o surgimento do crowdculture, ou seja, o interesse de nichos, grupos e subculturas por assuntos específicos em comum. O papel do branding aqui é justamente unir essas pessoas, que estão em diferentes localizações geográficas, mas mantêm o gosto pela marca e pelo que ela oferece.

Por meio de conteúdos bem elaborados e inseridos na rede, é possível criar valor de marca, relevância cultural e ainda aproximar pessoas, sem deixar o posicionamento de lado. É bom lembrar que o comportamento do consumidor online também deve ser observado, pois com tantas informações e opções, ele também pode mudar bastante. Viu só como é preciso fazer muito mais atualmente para uma boa gestão de marca?

Como as marcas agem diante desta mudança?

A tecnologia trouxe inúmeras soluções para as marcas se adaptarem a esse novo perfil do consumidor. Por exemplo, uma ação simples e que traz resultados excelentes são os vídeos, que podem ser usados em ações de lançamento e campanhas institucionais e de engajamento ao serem divulgados em redes sociais.

E, por falar nessas ferramentas, elas são o maior canal para estabelecer relacionamento e estimular a interação com o cliente. Como o diálogo é fundamental para firmar a atenção do público, nada melhor do que criar conteúdos digitais de qualidade e boas estratégias dentro de sites e blogs. As lives no Facebook, por exemplo, unem a interação, a estratégia em vídeo e a proximidade com o público de uma vez só.

É importante ressaltar que hoje o consumidor tem controle total sobre o que acessa nas redes. Ou seja, ele escolhe quais páginas curtir e quais anúncios são de seu interesse. Portanto, é fundamental que a marca tenha linearidade na comunicação para que não haja afastamento ou desligamento do público. Ele precisa manter o desejo de ver as ações da empresa e se conectar a elas.

E então, você tem alguma estratégia de branding para compartilhar? O que acha sobre todas essas mudanças recentes a respeito do assunto? Contribua com sua opinião e deixe um comentário abaixo!

produtora-de-videos-sao-paulo2.jpg

Seja o/a primeiro/a a comentar

Deixe uma resposta